Ao Vivo
 
 
Siga ao vivo

Mundo

Documento da reunião pré-sinodal ganha versão em português

Documento da reunião pré-sinodal ganha versão em português

A Secretaria do Sínodo dos Bispos publicou na terça-feira (22) a tradução oficial do documento final da Reunião pré-sinodal. Realizada de 19 a 24 de março, a reunião teve a presença do Papa Francisco além da participação de jovens dos cinco continentes, dos quais inúmeros brasileiros representando dioceses, movimentos, instituições e congregações. O resultado final está contido neste documento, que expressa o ponto de vista da juventude, sua realidade, ideias e propostas. O documento será apresentado aos Padres sinodais, que se reunirão em Assembleia em outubro de 2018 sobre o tema “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”. Baixe e leia o documento na íntegra acessando o link ao final desta página.  
Iniciativa permite que migrantes venezuelanos realizem chamadas gratuitas para familiares

Iniciativa permite que migrantes venezuelanos realizem chamadas gratuitas para familiares

Através da ONG Télécoms Sans Frontières (TSF), refugiados e migrantes da Venezuela que se encontram em Boa Vista (RO) ganharam uma central telefônica que possibilita contatos telefônicos com seus familiares através de chamadas gratuitas. A ONG opera há mais de 20 anos em todo o mundo, possibilitando que pessoas que foram forçadas a se deslocar,  e se encontram em necessidade de assistência humanitária possam telefonar gratuitamente para seus parentes, ter acesso a informações dos locais onde estão vivendo e até mesmo conseguir oportunidades de trabalho. A TSF tem escritórios na França, México e Tailândia, e já realizou missões para diversos países em todo o mundo. A ONG já havia trabalhado na América do Sul após desastres naturais como o terremoto no Peru (2001 e 2007) e no Chile (2010), e as inundações na Venezuela (2002), entre outros, possibilitando que as populações afetadas realizassem chamadas. Em abril, a TSF chegou ao Brasil para oferecer essa assistência aos milhares de venezuelanos que foram forçados a deixar seu país. Aqui no Brasil, a ONG estabeleceu uma parceria com o ACNUR, a Agência da ONU para Refugiados, para oferecer serviço diário de telefonia itinerante em cinco abrigos de Boa Vista, e no Centro de Referência para Refugiados e Migrantes, localizado na Universidade Federal de Roraima (UFRR). Buscando oferecer uma maior abrangência para sua operação em Boa Vista, o TSF também recebeu apoio do Serviço Jesuíta a Migrantes e Refugiados (SJM) e da Fraternidade Sem Fronteiras (FSF), intituições que também atuam em Roraima proporcionando assistência aos venezuelanos.