O presidente da Rede Eclesial Pan-Amazônica (REPAM), Card. Cláudio Hummes, enviou uma mensagem, na manhã desta sexta-feira (08), por ocasião da apresentação, no Vaticano, do documento preparatório para o Sínodo dos Bispos de 2019.

"Com alegria e muita esperança, a Igreja na Amazônia agradece ao Santo Padre o Papa Francisco pela convocação de uma “Assembleia Especial do Sínodo dos Bispos para a região Panamazônica”, a realizar-se em outubro de 2019.

O objetivo central deste sínodo foi definido pelo próprio Papa, já no momento do seu anúncio dia 15 de outubro, na Praça São Pedro, após a Santa Missa em que foram canonizados diversos santos, entre eles, os Protomártires do Brasil, trucidados por sua fé em 1645.

Disse então Francisco: “A finalidade principal desta convocação é encontrar novos caminhos para a evangelização daquela porção do Povo de Deus, sobretudo dos indígenas, muitas vezes esquecidos e sem a perspectiva de um futuro sereno, também por causa da crise da floresta amazônica, pulmão de importância fundamental para nosso planeta”.

Este objetivo, portanto, apresenta dois enfoques distintos, que devem sempre estar interconetados na missão da Igreja na Amazônia: atualizar e revigorar a evangelização com “novos caminhos” e cuidar da Casa Comum neste território tão especial e ao mesmo tempo tão ameaçado.

O objetivo aponta também uma forte prioridade, a saber, os indígenas, sua evangelização, sua defesa e promoção, para que sejam respeitados, dignificados e voltem a ser sujeitos de sua própria história.

Outro desafio é a inculturação da fé nas culturas indígenas. As expetativas também de lima Igreja que cuida da casa comum, a criação, defende a floresta amazônica e os direitos dos povos indígenas".

Assista o vídeo da Mensagem do Cardeal Cláudio Hummes publicada pelo Vaticano clicando aqui: