Ao Vivo
 
 
Siga ao vivo

Igreja

Santuário do Pai das Misericórdias propõe gesto concreto para Dia Mundial dos Pobres

Santuário do Pai das Misericórdias propõe gesto concreto para Dia Mundial dos Pobres

Para viver a espiritualidade proposta pelo Papa Francisco no Dia Mundial dos Pobres, em 19 de novembro, penúltimo domingo do Tempo Comum , o Santuário do Pai das Misericórdias, na Canção Nova, em Cachoeira Paulista (SP), convida os fiéis para um gesto concreto: a doação de alimentos ou peças de roupas aos mais necessitados. As doações devem ser entregues na secretaria do Santuário até domingo. Toda arrecadação será repassada à Sociedade de São Vicente de Paulo, conhecidos como vicentinos, para distribuição entre as famílias assistidas pela entidade. O Dia Mundial dos Pobres foi instituído pelo Santo Padre na conclusão do Ano Santo extraordinário da Misericórdia, com uma Carta Apostólica intitulada “Misericórdia e mísera".   Signis Brasil/CN
Vaticano promove evento sobre perspectivas para um mundo sem armas nucleares

Vaticano promove evento sobre perspectivas para um mundo sem armas nucleares

Acontece, na próxima semana, no Vaticano, o evento “Perspectivas para um mundo livre de armas nucleares e para o desenvolvimento integral”. O encontro é organizado pelo órgão vaticano para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral. A informação foi confirmada nesta segunda-feira, dia 30, pelo diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Greg Burke.   “O Santo Padre trabalha com determinação para promover as condições necessárias para um mundo sem armas nucleares, como ele mesmo reiterou no passado mês de março em uma mensagem endereçada à ONU reunida para tal escopo”, afirmou Bruke.   O porta-voz esclareceu que esse é o motivo do evento programado para os próximos dias, acrescentando que não há uma mediação da parte da Santa Sé, como antecipado pela mídia italiana em relação à crise em curso entre Estados Unidos e Coreia do Norte.   Na mensagem mencionada por Bruke, o Papa Francisco reiterou o “não” às armas nucleares, e disse que a paz não se constroi sobre o medo. Na ocasião, a ONU se encontrou para debater sobre um instrumento juridicamente vinculante sobre a proibição das armas nucleares, que conduza à sua total eliminação.   A Santa Sé foi representada no evento pelo Subsecretário das Relações com os Estados, Mons. Antoine Camilleri, que leu a mensagem do Papa Francisco. No texto, o Santo Padre falou sobre os efeitos devastadores das armas nucleares e suas catastróficas consequências humanitárias e ambientais para questionar a sustentabilidade de um equilíbrio baseado no medo.     Signis Brasil/Canção Nova/ RV