Mais de 3 milhões de brasileiros não têm certidão de nascimento. Sem este documento básico, não é possível ter, por exemplo, RG, CPF, título eleitoral e carteira de trabalho. Quem não tem documento também não consegue ter acesso a serviços públicos básicos de saúde, programas sociais ou simplesmente garantir seus direitos. Para mudar este quadro, a Associação Nacional dos Defensores Públicos (ANADEP) está lançando a campanha “Onde existem pessoas, nós enxergamos cidadãos”.

Por causa do maior percentual de sub-registros, as ações acontecerão nas regiões Norte e Nordeste.

Na próxima sexta-feira,04, a ANADEP lança um mutirão de atendimento ao público em Belém (PA), com orientação jurídica e esclarecimento de como proceder para adquirir os registros e documentos básicos gratuitamente.

Os atendimentos contemplam questões como erradicação do sub-registro, emissão de 1ª e 2ª vias da documentação básica (certidões de nascimento e casamento; certidão de óbito de parentes, assim como carteira de identidade, CPF, título de eleitor, carteira de trabalho, entre outros) e retificação de documentos (nome social e/ou erro de informações).