A Igreja irá celebrar o Dia Nacional da Juventude (DNJ) no próximo domingo (29). A data já é tradição entre os jovens católicos brasileiros e vem celebrar a vida da juventude de forma alegre, descontraída e comprometida, repensando seu papel na sociedade.

A data surgiu em meio ao Ano Internacional da Juventude promovida pela ONU em 1985 e mantida pela CNBB até hoje. A proposta era achar um meio de inserir a juventude cristã na vivência do Evangelho levando em conta sua realidade social e tendo como base a Pessoa e a Mensagem de Jesus Cristo. 

Todas as edições do DNJ se propõem a refletir e discutir sobre a vida da juventude. Este ano o tema é “Juventude em defesa da vida dos povos e da mãe terra” e o lema é “Os humildes herdarão a Terra”. A temática escolhida é uma extensão do tema da Campanha da Fraternidade 2017 que discutiu sobre questões ambientais.

Na encíclica “Laudato Si’”, onde o Papa Francisco discute sobre os cuidados que devemos ter com o planeta Terra, o Pontífice afirma que “os jovens têm uma nova sensibilidade ecológica e espírito generoso, e alguns deles lutam admiravelmente pela defesa do meio ambiente”. (Laudato Si, nº 209). O DNJ é comemorado em escala nacional todos os anos no último domingo de outubro, exceto em ano eleitoral, em que se antecipa ou se adia uma semana da data original. Em algumas Dioceses, o DNJ já está sendo preparado e refletido pelos jovens. No site dos Jovens Conectados é possível acompanhar a programação de várias cidades.

A Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB também lançou uma página na internet para divulgar o Dia Nacional da Juventude,encontre e baixe o cartaz e os subsídios deste ano: https://jovensconectados.org.br/material-dnj-2017.html