A Associação Católica Mundial para a Comunicação, desde 2002, participa do BAFICI (Festival Internacional de Cinema Independente de Buenos Aires). O Júri da SIGNIS concede premiação dentro da competição internacional que, nesta edição, é composta por Isabel Gatti, presidente da SIGNIS-Argentina e pesquisadora em comunicação, Natacha Mell, documentarista e pesquisadora em Cinema e Gustavo Winkler, produtor e produtor audiovisual.

A programação do festival foi especialmente com produções de outros contextos culturais, que nem sempre chegam à Argentina. As atividades foram realizadas em 36 localidades da cidade de Buenos Aires.

Os filmes premiados pela SIGNIS foram:

Prêmio SIGNIS aos 20 BAFICI: Village Rockstars (endereço Rima Das, Índia), por evidenciar, com um olhar de valorização cultural, o poder de superar as adversidades do protagonista comunitário. Um feito com uma construção esteticamente bela das imagens poetizando o meio ambiente. Com performances naturais e sensíveis que se aproximam do mundo a partir da perspectiva de uma menina, seus amigos e sua família.

SIGNIS Menção Especial: Vírus Tropical (endereço: Santiago Caicedo, Colômbia). Justificativa: Para mostrar com criatividade e excelência uma história familiar contemporânea com as contradições de sua estrutura cultural. A técnica de animação da factura impecável contribui para a realização de uma contribuição substancial para a história cinematográfica.

Isabel Gatti, presidente da SIGNIS-Argentina afirmou que "essas experiências de diálogo com o mundo da cultura, neste caso com o cinema, só nos enriquece, quer seja para trabalho com o júri, onde podemos destacar a herança de construção de valores que tantos filmes nos oferecem, bem como diálogo com cineastas, atores, produtores, que sentem uma apreciação por seu trabalho, a partir de um espaço de convicções religiosas que é inesperado ".

Natacha Mell, também mebro do júri, disse que: "este BAFICI 20 manteve o espírito independente das edições anteriores e teve uma organização perfeita. Foi uma grande experiência que foi além da tarefa de criar belos laços entre nós. Agradeço a Signis por me escolher para compor este júri”.

Finalmente, Gustavo Winkler ressaltou que "o BAFICI se destacou por uma programação plural, muito consistente desde o aspecto técnico e estético, arriscado em manter temas e novas narrações de diferentes partes do mundo." Foi uma experiência de reconhecimento diante dos diversos temas apresentados”.

Signis