Cerca de 14 jovens estão reunidos no Panamá participando do Encontro Internacional para a Formação de Jovens Comunicadores. De 15 a 20 de maio, o encontro é uma promoção da SIGNIS América Latina em conjunto com a Conferência Episcopal do Panamá.

A SIGNIS América Latina Jovem é um programa de treinamento para jovens jornalistas entre 23 e 27 anos, membros da SIGNIS na América Latina. O objetivo é treiná-los nos campos sócio-político, intercultural, espiritual e técnico. A iniciativa é feita em colaboração com a Conferência Episcopal do Panamá.

Onze países da América Latina são representados por 14 jovens: Argentina (Solange Didiego), Brasil (Ricardo Alvarenga), Chile (Jorge Zúñiga), Costa Rica (Andrés González), Cuba (Amalia Ramos, Jorge nodal, Adrian Martinez), Equador ( Daniela Maggi), México (Raúl Cereceda, Mitzy Espinosa Los Monteros), Panamá (Orlando Sánchez), Paraguai (Gabriela Rivas), Peru (Dauri Pérez) e República Dominicana (Marina Lorenzo).

Durante a semana, além de receber treinamento intensivo sobre o desenvolvimento de projetos de comunicação, os jovens participarão de diversos workshops sobre temas importantes como educação, liderança, produção audiovisual, comunicação e valores, comunicação e cidadania e espiritualidade na imagem.

O programa foi preparado com base na metodologia pastoral "ver-julgar-agir". O objetivo é que os participantes se engajem em ações que visem transformar os problemas e desafios da realidade latino-americana através da comunicação, do ponto de vista crítico e cristão.

As oficinas são ministradas por um time de especialistas em comunicação e jornalismo como: especialista em comunicação e jornalismo do Chile, Jaime Carril, além de diretores importantes da SIGNIS ALC, incluindo Carlos Alberto Ferraro, presidente da SIGNIS-ALC e membro da SIGNIS-Argentina; María José Centurión, vice-presidente da SIGNIS-ALC e membro da SIGNIS-Paraguai; Jorge Villa, SIGNIS-Cuba; Lisa Bhajan, SIGNIS Caribe; Alejandro Caro, SIGNIS Chile e Fernando Ruiz, SIGNIS Peru. Edgar Rubio da SIGNIS International também está presente.

Também acontecem reuniões especiais com jovens voluntários da Jornada Mundial da Juventude no Panamá jutnamente com membros da Associação dos Comunicadores Católicos do Panamá.

O encontro foi oficialmente aberto com uma missa de boas-vindas presidida pelo arcebispo Dom Domingo Ulloa, atual Arcebispo do Panamá, na capela da Casa de Retiro Espiritual Monte Alverna.

O programa SIGNIS ALC Joven começou oficialmente em novembro de 2017. Desde então, conferências virtuais acontecem todos os meses com participação de especialistas de diferentes áreas. Além disso, como parte do processo de treinamento, os jovens desenvolvem ideias de comunicação com foco nas necessidades e problemas dos jovens em diferentes países latino-americanos. A ideia é que eles desenvolvam projetos de comunicação que forneçam uma solução para essas dificuldades.

A primeira fase do programa culminará com a JMJ Panamá 2019, um evento onde os jovens participantes apresentarão seus projetos de comunicação e realizarão reportagens.

SIGNIS