Estão abertas até 14 de maio as inscrições para a Chamada Pública da Linha de Produção de Conteúdos destinados às TVs Públicas. São disponibilizados R$ 70 milhões, em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual, distribuídos igualmente pelas cinco regiões do Brasil. Os investimentos promoverão a produção de 80 obras audiovisuais brasileiras independentes.

 

A Linha, que está em sua 3ª edição, visa a regionalização da produção de conteúdos audiovisuais independentes para destinação inicial ao campo público de televisão (segmentos comunitário, universitário e legislativo e em emissoras que exploram o serviço de radiodifusão pública e televisão educativa).

 

As diretrizes da Linha são definidas pelo Comitê Gestor do FSA e pelo Grupo de Planejamento Executivo que inclui além da ANCINE, a Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura, a Associação Brasileira de Televisão Universitária (ABTU), a Associação Brasileira de Canais Comunitários (ABCCOM) e a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), responsável também pela gestão operacional da chamada pública.

 

Todas as instituições e associações citadas tiveram participação nas comissões de seleção dos projetos, que avaliarão os projetos conforme cada região do país.

 

Podem apresentar projetos as empresas produtoras brasileiras independentes registradas na ANCINE que tenham sede na região em que se inscreverem, por no mínimo 02 (dois) anos, ou comprovada atuação de sócio nesta região, pelo mesmo período.



Interessados devem preencher e finalizar a inscrição eletrônica disponível no Sistema FSA. Os projetos precisarão observar obrigatoriamente as descrições das propostas de programação definidas no Anexo I do edital.



Confira os temas propostos divididos em blocos:

 

Bloco 1 (Tema Livre) – 15 obras

 

5 séries de ficção
5 séries de animação
5 séries documentário
13 Blocos Temáticos – 65 obras

2 blocos ficção (profissão / histórico)
2 blocos animação (infantil e infanto-juvenil)
9 blocos DOC (jovem, infantil, sociedade e meio ambiente, biográfico, diversidade de gênero, raça e religião, sexualidade, manifestações culturais, qualidade de vida)



Signis Brasil/Tela Viva