Desde o início da transição para o sinal digital, 200 cidades já desligaram o sinal analógico e 60 milhões de pessoas já recebem o novo sinal em casa.

 

Curitiba (PR), Florianópolis (SC) e Porto Alegre (RS), além de algumas cidades de São Paulo desligam o sinal analógico em 31 de janeiro. Em 85 cidades próximas a Campinas, 19 do Vale do Paraíba, 20 de Ribeirão Preto e 25 de Franca, em São Paulo, o desligamento será feito gradativamente até o último dia do mês.

 

No Paraná, o sinal digital chega a Curitiba e outros 26 municípios: Almirante Tamandaré, Araucária, Balsa Nova, Bocaiuva do Sul, Campina Grande do Sul, Campo Largo, Campo Magro, Carambeí, Colombo, Contenda, Fazenda Rio Grande, Guaratuba, Imbituva, Itaperuçu, Lapa, Mandirituba, Palmeira, Pinhais, Piraquara, Ponta Grossa, Quatro Barras, Rio Branco do Sul, São Jose dos Pinhais, Teixeira Soares, Tijucas do Sul, Tunas do Paraná.

 

Em Santa Catarina, o sinal analógico será desligado na capital, Florianópolis, e em outras quatro cidades: São José, Palhoça, Biguaçu e Paulo Lopes.

 

Também está previsto para o fim de janeiro o desligamento em quase 90 cidades gaúchas, além de Porto Alegre.

 

Segundo o cronograma do governo federal, em março, o sinal analógico será desligado em São Luis (MA) e cidades vizinhas.

 

Em maio, o processo se realiza nos municípios das regiões Norte e Nordeste: Aracaju (SE), João Pessoa (PB), Maceió (AL), Natal (RN), Teresina (PI), Belém (PA) e Manaus (AM).

 

Já em novembro, o sinal digital alcança os moradores de Boa Vista (RR), Macapá (AP), Rio Branco (AC), Palmas (TO), Campo Grande (MS) e Cuiabá (MT).

 

Kits Digitais - Aparelhos de TV fabricados após 2012 já estão aptos para receber o novo sinal. As demais TVs devem ser adequadas com os kits digitais que contêm conversor digital, antena e cabo.

 

Famílias integrantes de programas do governo federal têm direito a um kit gratuito. Basta retirá-lo nos feirões digitais em cada cidade por meio de agendamento pelo telefone 147 (ligação gratuita) ou pelo site www.sejadigital.com.br.

 

A Patrulha Digital, composta por técnicos de emissoras e voluntários do Senai, ajudam na instalação dos kits. A visita também precisa ser agendada.

 

 

 

Signis Brasil/ABERT